sábado, 27 de fevereiro de 2010





O que o acaso esconde?
Será possível descobrir?
Destino, coincidência?
Impossível definir U_U

Quando bom nos surpreende,
e se oposto nos faz sofrer
Indescritíveis expectativas
que não se podem prever

O que almejamos nos sustenta,
decepções destroem
dúvidas acabam
e por dentro nos corroem

Mas sempre há uma opção
podemos escolher
baseado em princípios
o que iremos fazer

Uma seleção
que pode mudar nossa vida
ou então trancafiar-nos
em becos sem saída

Não discutíveis,
ou discutíveis sem emoção
Tente decifrar o acaso!
Use seu coração

Por: Aryane A. A. de Mello

4 comentários:

  1. "what the eyes can see??"

    Muitas pessoas olham, algumas vêem, e poucas enxergam.

    Acredito que você possa enxergar mais além.
    Bom poema ^^

    ResponderExcluir
  2. As poesias simples são as melhores e mais impactantes. Gostei muito! ^^

    ResponderExcluir